Casos diários de Covid em Cachoeirinha voltam a patamares de junho - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí

Casos diários de Covid em Cachoeirinha voltam a patamares de junho

Média móvel de casos da semana passada mostra que contágio voltou a ter um ritmo menor

Cachoeirinha – A última semana em Cachoeirinha confirmou uma tendência de redução na média móvel de casos de Covid calculada pelo site oreporter.net. Os dados mostram que o número de novos positivados voltou ao que se registrava em junho do ano passado e ficam dentro de um quadro que se manteve durante boa parte a pandemia.

Publicidade

Os novos casos, contudo, ainda seguem elevados. Na sexta-feira (9) a média dos últimos sete dias 38,71 novos contagiados por dia. A média móvel é calculada levando em conta os casos registrados durante os últimos sete dias e é feita uma comparação com o resultado que se tinha 14 dias atrás.

Quando o percentual ultrapassa os 15% é apontada a tendência de queda ou elevação. No caso de Cachoeirinha, há redução. No gráfico abaixo, as colunas em cinza mostram os dados diários e a linha em vermelho é a média móvel. Para acessar o gráfico interativo, clique aqui.

Reflexo nos hospitais

Nos hospitais da cidade já está ocorrendo um reflexo da redução dos casos. O Hospital de Campanha tem nesta segunda-feira (12), conforme dados no painel disponibilizado pela secretaria estadual da Saúde, apenas nove pessoas em leitos clínicos e nenhum em UTI intubados. Ele chegou a ter há poucos dias sua capacidade praticamente esgotada.

Publicidade

Já no Hospital Padre Jeremias, ainda conforme dados do Estado, nos leitos clínicos há apenas 13 ocupados, mostrando também o reflexo na redução do número de casos. Já nas UTIs e usando a ventilação mecânica a situação não é tão boa. São dez pacientes internados e este número ainda reflete a alta de casos de semanas atrás já que nesta fase do enfrentamento à Covid a doença está se mostrando mais agressiva e demandando mais tempo de internação para os graves.

A expectativa agora é com relação ao que poderá acontecer já a partir do final desta semana, quando começarão a aparecer os reflexos das flexibilização das medidas do Distanciamento Controlado do RS e das aglomerações do feriadão de Páscoa.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.