Caixa e Prefeitura definem cronograma para assinatura de contratos do Residencial Breno Garcia - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
A assinatura dos contratos ocorrerá no final do mês - Foto: Letícia Vargas/PMG

Caixa e Prefeitura definem cronograma para assinatura de contratos do Residencial Breno Garcia

Reunião ocorreu na manhã desta quinta-feira, no gabinete do prefeito

Gravataí – O prefeito Marco Alba e a secretária Municipal da Habitação, Saneamento e Projetos Especiais, Luciane Ferreira, se reuniram na manhã desta quinta-feira (12), com representantes da Caixa Econômica Federal (CEF) para tratar da definição das datas de assinatura dos contratos da segunda fase de entrega das moradias do residencial Breno Jardim Garcia.

As datas definidas foram 25, 26 e 27 deste mês de setembro, em princípio no CTG Aldeia dos Anjos (caso o local não se confirme a Prefeitura irá informar em qual local ocorrerá o ato). Segundo o prefeito, esta é a penúltima fase antes de as pessoas receberem as chaves de suas novas casas. “É um passo importante do processo, em que as pessoas firmam o financiamento da casa com a Caixa, o que viabiliza que concretizem o sonhado da casa própria.”

Conforme a secretária Luciane, apenas aquelas pessoas que já escolheram as suas unidades habitacionais é que poderão assinar os contratos. Estiveram presentes a gerente de Clientes e Negócios da Caixa, Simone Bicca; o supervisor de filial local, Leandro Schwingel; e a gerente local, Elódia Borba.


O tamanho das casas é de 40,73 metros quadrados, divididos em dois dormitórios, banheiro, cozinha sala de estar e área de serviço externa. O empreendimento, que já recebeu mais de mil famílias na primeira fase, no início deste ano, também está equipado com escolas da rede municipal de ensino, uma unidade de saúde, um Centro de Referência em Assistência Social – CRAS, quadras poliesportivas, playground, ciclovias, dentre outros espaços de lazer e convivência.

A análise dos cadastros pré-inscritos foi realizada pela Caixa, que validou os contratos de financiamento. Custeados pelo Governo Federal, os valores serão divididos em parcelas que variam de R$ 80 a R$ 270, conforme a renda familiar dos contemplados, que não pode ultrapassar de R$ 1,8 mil. Vale ressaltar que, sem a contribuição do governo, o valor da parcela seria de R$ 700.

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.