Cachoeirinha terá castração gratuita para animais de rua - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
O local abre as suas portas na próxima terça-feira (17) - Foto: Kátia Freitas/PMC

Cachoeirinha terá castração gratuita para animais de rua

Centro de Saúde 4 Patas iniciará suas atividades na próxima semana

Cachoeirinha – A partir da próxima terça-feira (17), os animais poderão contar com castração gratuita através do Centro de Saúde Animal. A obra, realizada pela Secretaria de Sustentabilidade, Trabalho e Desenvolvimento Econômico através da Diretoria de Proteção Animal, foi construída através de parceria com o empresário João Silva, do CFC Ritter, que cedeu o terreno; Construtora Bolognesi, que doou os materiais para a construção; e a Prefeitura que cedeu a mão de obra e fez a compra dos equipamentos e insumos para equipar o espaço.

“Além da mão de obra, a Prefeitura fez a compra dos equipamentos cirúrgicos necessários para o Centro. Os instrumentos, todos de última geração, custaram aproximadamente R$ 90 mil. Os recursos vieram do Fundo de Desenvolvimento do Meio Ambiente (Fundema)”, explica o prefeito Miki Breier.

Centro de Saúde Animal 4 patas vai dispor de salas de cirurgia, ambulatório, recuperação (pós-cirúrgico), atendimento veterinário e recepção. Além das castrações, a clínica também implantará chips de identificação em todos os animais que atender.

A previsão é de que no início do processo sejam realizadas até 100 castrações por mês, atendendo a cães e gatos. Os animais em situação de rua, de resgate e lar temporário serão beneficiados. “Entre os equipamentos comprados está o que realiza anestesia inalatória em cães e gatos, monitor cirúrgico, macas, mesas e gaiolas. A anestesia através de inalação é muito mais segura e permite que o animal se recupere muito mais rápido”, explica o veterinário pela clínica, Evandro Pezzini França.

“Para ter direito de castrar os animais os protetores precisam fazer um cadastro junto à Diretoria de Proteção Animal. Eles deverão entrar no site da Prefeitura através do link: https://is.gd/EqV4x9 e preencher o formulário”, explica o secretário de Sustentabilidade, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Belarmindo Dias Major.

As definições de como se dará todo o processo, desde o agendamento das consultas a até a ordem dos atendimentos, serão feitas em conjunto com a comunidade representada por uma comissão formada por 7 protetoras e protetores de diferentes regiões da cidade. “Queremos contemplar a todos, por isso sugerimos uma comissão para tornar pública e conjunta a operacionalidade do processo”, aponta o secretário.

A ideia é que, posteriormente, o Centro também possa castrar animais de famílias de baixa renda ou que recebam algum benefício do Governo Federal. “Além disso, nosso projeto é buscar veterinários voluntários para que, em um dia do mês, possamos realizar um mutirão para castrar vários animais”, explica o veterinário.

O Centro de Saúde terá dois veterinários e dois estagiários do curso de Medicina Veterinária. Além das castrações, o Centro de Saúde Animal terá atendimentos de emergência, em horário comercial, desde que o cão tenha um lar temporário e possa retornar a clínica no dia seguinte. “Não teremos plantão e nem atendimentos noturnos”, detalha o veterinário.

“Este é o primeiro Centro de Saúde animal com estes moldes da região metropolitana”, destaca o prefeito Miki Breier, ao completar que a unidade é um dos compromissos assumidos com a comunidade.

O Centro Municipal de Saúde Animal, que funciona na rua Décio Martins Costa, 257, não funcionará como abrigo, e sim como posto veterinário. Câmeras de vigilância estão instaladas no local e ligadas ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) para coibir o abandono de animais.

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.