Cachoeirinha participa da Operação Acolhida - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Chegada dos Venezuelanos - Foto: Roque Lopes/oreporter.net

Cachoeirinha participa da Operação Acolhida

Iniciativa do Governo Federal visa amparar migrantes venezuelanos. Entre setembro de 2018 a março de 2019, o município recebeu 80 refugiados.

Publicidade

Cachoeirinha – Cachoeirinha participou da Operação Acolhida, estratégia do Governo Federal (Ministério da Cidadania e Forças Armadas) em parceria com a Confederação Nacional de Municípios e ONU, que visa amparar os migrantes e refugiados venezuelanos. Nesta iniciativa, criada em 2018, o município já recebeu 80 venezuelanos entre setembro de 2018 a março de 2019, que, já estabelecidos na região, podem começar a trazer seus familiares.

O Serviço de Atendimento ao Imigrante, ligado à Política de Proteção Social Especial da Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Habitação, atende à população de imigrantes que residem em Cachoeirinha. Atualmente, os principais serviços oferecidos são os de acolhida e cadastro, orientação sobre documentação (obtenção e renovação da validade), orientação sobre mercado de trabalho (confecção de currículos, informações sobre vagas, agendamento de entrevistas e outros), orientação sobre matrículas escolares, serviços de saúde, acesso a programas e benefícios sociais, e intermediação para recebimento de doações.

Publicidade

De acordo com o cadastro de serviços, o município abriga as seguintes nacionalidades: venezuelanos, haitianos, senegaleses, colombianos e paraguaios. O maior número é de venezuelanos, sendo 443, seguido de haitianos, 147. Os dados apresentados são de abril de 2021. 

Para contatar o Serviço de Atendimento ao Imigrante, basta enviar um e-mail para  imigrante.cachoeirinha@gmail.com ou ligar para o número 3471-5939, ramal 206.

Publicidade

Entenda a ação do Governo Federal

Criada em 2018 para receber com dignidade os migrantes e refugiados venezuelanos, fugidos da Venezuela, que enfrenta crise político-econômica e êxodo de milhares de pessoas, a Operação Acolhida do Governo Federal é baseada em três pilares: acolhimento, abrigamento e interiorização. Cada um deles ajuda no acolhimento desses migrantes e refugiados venezuelanos. 

25 de Junho – Dia Nacional do Imigrante

O dia Nacional do Imigrante, nos leva a refletir sobre o acolhimento a esta população que, pelas características dos fluxos migratórios, apresenta vulnerabilidade por estar longe do seu país de origem e pelo distanciamento dos seus familiares e da sua cultura. Migrar é um direito humano e muitas vezes uma necessidade. Atualmente, os principais motivos da migração são: falta de alimentos, desemprego, insegurança, medo da violência generalizada e falta de acesso a serviços essenciais como saúde. Com a pandemia do Coronavírus, essa população fica ainda mais vulnerável, pois enfrenta maiores obstáculos para obter empregos, desafios para comunicar-se devido ao idioma e, com isso, aumentam as dificuldades de prover as necessidades básicas de alimentação e moradia. Precisam também enfrentar a xenofobia: discriminação por gênero, língua, aparência e nacionalidade. Por outro lado, sabe-se que esta população de imigrantes que busca melhores condições de vida, traz consigo uma riqueza de saberes, capacidade laboral e que a troca de experiências favorece a integração cultural e contribui com a sociedade local.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.