Cachoeirinha amplia vacinação para população em geral acima de 53 - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Pfizer não precisa mais de cadastro - Foto: Cristine Rochol / PMPA / Divulgação

Cachoeirinha amplia vacinação para população em geral acima de 53

Quem pode receber a vacina da Pfizer não precisa mais fazer cadastro e prazo para a segunda dose foi reduzido de 12 semanas para 21 dias

Publicidade

Cachoeirinha – A Secretaria Municipal de Saúde ampliou os públicos prioritários da vacinação da Covid-19 com a inclusão de todas das pessoas com mais de 53 anos. Ainda poderão receber a Oxford/Astrazeneca pessoas com Deficiência Permanente (com ou sem cadastro no BPC), quem tem Comorbidades, trabalhadores da Educação e grupos anteriores que não receberam nenhuma vacina ou que já estão no prazo da segunda dose.

Podem tomar a vacina da Astrazeneca caminhoneiros com mais de 18 anos que comprovem vínculo em Cachoeirinha e apresentem carteira com EAR (Exerce Atividade Remunerada), e trabalhadores da indústria, acima de 40 anos, e com vínculo no município.

Publicidade

Para receber a imunização é necessário levar a documentação e se dirigir a uma das Unidades de Saúde que dispõe das vacinas: UBSs Décio Martins Costa e Ildo Caçapava, ESFs Carlos Wilkens, José Ramos e Jardim Betânia, ou no Centro do Idoso.

Outros públicos poderão tomar a vacina da Pfizer

Publicidade

“A Secretaria da Saúde está aplicando a vacina da Pfizer em trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros urbanos e de longo curso (motoristas, fiscais e cobradores); trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. A aplicação do imunizante é realizada apenas na ESF José Ari”, reforçou o secretário de Saúde, Juliano Paz. A partir de agora, não é necessário efetuar cadastro e quem estiver nos grupos prioritários pode ir até a ESF José Ari das 8h30min às 11h30min e das 13 horas às 16h30min.

A aplicação da vacina com o imunizante da Pfizer, segue sendo realizada para gestantes e puérperas, com autorização do médico; e pessoas com comorbidades com mais de 18 anos. “O novo prazo entre primeira e segunda dose, que antes era de 12 semanas, agora passa a ser de 21 dias”, explica a Coordenadora do Núcleo de Imunização do Município, Kelly Freitas.

Alguns municípios mudaram o prazo de 21 dias para 12 semanas para quem tomar a primeira dose depois de 15 de junho, mas Cachoeirinha fez o contrário. Conforma a assessoria de imprensa da prefeitura, o primeiro prazo para a segunda dose era de 12 semanas e na segunda-feira mudou para 21 dias. Em Cachoeirinha serão mantidos os 21 dias até que nova decisão seja tomada.

CoronaVac

Ainda não há previsão de quando chegarão novas doses da CoronaVac para quem precisa da segunda aplicação.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.