Home / CIDADE / Após revitalização “calçada do Pirão” é entregue para comunidade
Mais uma nova calçada foi entregue para comunidade - Fotos: Rodrigo Alves/oreporter.net

Após revitalização “calçada do Pirão” é entregue para comunidade

Mais um trecho das calçadas da Avenida Flores da Cunha, que estão sendo reformadas por meio do programa “Cachoeirinha, Eu Amo, Eu Cuido – Construção de Calçadas”, foi oficialmente entregue na manhã dessa terça-feira (08) para os moradores e comerciantes da região.

A “Calçada do Pirão”, como é conhecido pelos moradores da cidade o trecho que fica entre as ruas Rui Ramos e Clóvis Pestana, recebeu calçamento de Pavs,  vagas para estacionamento, rampa de acesso para cadeirantes e idosos e um canteiro com flores. Assim, ficaram para trás os buracos, as raízes de árvores expostas e outros obstáculos que dificultavam a locomoção dos cadeirantes e de outras pessoas com mobilidade reduzida.

A nova calçada chamou a atenção da doméstica Sueli Ribeiro, de 53 anos, moradora do Parque Brasília, que há dez anos passa por ali diariamente no trajeto para o seu trabalho. “Agora sim tenho uma calçada decente para ir ao meu trabalho, sem me preocupar com o barro, nos dias de chuva, ou com as quedas em função dos buracos e das raízes das árvores. Agora está uma maravilha!”, declarou.

O secretário municipal adjunto de Segurança e Mobilidade, Jorge Antônio da Silva manifestou: “Estamos entregando uma obra que era cobrada do governo há anos e, graças às parcerias, estamos entregando hoje. A entrega deste novo trecho representa parte do projeto de revitalização das calçadas da Av. Flores da Cunha, e quem ganha com isto é a população, além do comércio, que terá uma maior circulação de público com a nova calçada”.

Na mesma linha, o secretário municipal adjunto de Infraestrutura e Serviços Urbanos, Leonardo Charão, afirmou que a reforma de mais este trecho deu-se graças a parceria entre os empresários e as secretarias municipais. “Esta entrega simboliza a união da Prefeitura, dos empresários e dos colaboradores da Secretaria, que atuaram bravamente, com sol e chuva, reformando este trecho da calçada, que era bem caótico”.

A inauguração contou com a participação do prefeito Miki Breier e autoridades municipais

O secretário municipal de Gestão e Governança, Juliano Paz recordou que o governo municipal está, aos poucos, começando a colocar Cachoeirinha nos eixos. “Prova disto são as calçadas, que eram prometidas há anos sem ser concluídas. Nós transformamos a pior calçada ao longo da avenida na melhor por meio de parcerias entre o poder público e as empresas privadas”, afirmou.

O presidente do Legislativo, Fernando Medeiros (PDT), parabenizou o governo municipal por esse programa que busca a melhoria das calçadas ao longo da avenida Flores da Cunha. “O Legislativo apoia essa e outras ações do governo em prol de melhorias para nossa cidade. Todos estão de parabéns’’, salientou.

Na sua fala, o prefeito Miki Breier agradeceu o apoio dos comerciantes e a compreensão dos moradores que circulam pela calçada neste período de reforma. “Nada disto seria possível se não houvesse um empenho de todas as secretarias e do comércio. Nosso governo é grato a estas parcerias que trazem benefícios para nossa cidade. Todos queremos uma cidade melhor para se viver, e é isto que estamos fazendo através de muito trabalho”, disse.

Força-tarefa nas calçadas

O novo trecho das calçadas esta sendo construído por apenados

O prefeito Miki Breier anunciou a assinatura do Termo de Cooperação FPE n° 2649/2018 entre o Governo do Estado do RS, por intermédio da Secretaria de Segurança Pública e com a interveniência da Superintendência dos Serviços Penitenciários, e a Prefeitura de Cachoeirinha, que possibilitará a utilização de mão de obra de apenados recolhidos no Instituto Penal de Monitoramento Eletrônico da Região Metropolitana na reforma das calçadas.

Atualmente, seis apenados deste regime estão trabalhando na revitalização do trecho das calçadas da Avenida Flores da Cunha localizado entre as ruas Anápio Gomes e Nilo Peçanha, no Jardim América.

A contrapartida da Prefeitura é o pagamento de R$ 748,50 a cada apenado (o valor não é pago individualmente, mas repassado o total ao Governo do Estado). A prefeitura cobre, também, os custos de alimentação e o vale-transporte do grupo.

O trabalho é uma oportunidade de ressocialização, haja vista que, a cada três dias trabalhados, diminui um da pena.