Ambulatório Covid na Odil entrou em operação; Décio será na quarta - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Miki fez vistoria no ambulatório - Foto: Reprodução

Ambulatório Covid na Odil entrou em operação; Décio será na quarta

As duas unidades vão funcionar das 7 horas às 19 horas de segunda a sexta. Fora deste horário, as pessoas devem procurar a UPA 24 horas ou o Hospital Padre Jeremias

Cachoeirinha – Entrou em operação às 7 horas da manhã desta segunda-feira (3) o novo modelo de atendimento de pessoas com sintomas de Covid-19 em Cachoeirinha. O Hospital de Campanha foi fechado e no lugar dele haverá duas unidades 12 horas. A primeira a começar a operar foi a Unidade Básica de Saúde (UBS) Odil Silva de Oliveira, antigo posto 24 horas, que fica próximo do Ginásio da Fátima onde funcionou o HC.

Publicidade

O prédio foi preparado para isolar pacientes Covid dos demais que procuram atendimento durante as 12 horas que ele permanece aberto de segunda a sexta. A estrutura foi montada no lado esquerdo. Uma sala de medicamentos foi preparada com seis poltronas das 10 doadas pelo vereador de Gravataí, Bombeiro Batista, depois que o Hospital Dom João Becker se recusou em aceitar o donativo. Ao lado das poltronas foi instalada uma estrutura com cilindros de oixigênio.

O prefeito Miki Breier visitou o ambulatório no início da manhã desta segunda e fez uma transmissão ao vivo pelo Facebook às 7h45min. O ex-diretor do HC, Vanderlei Marcos, explicou na live que as pessoas terão à disposição dois médicos e medicamentos das 7 horas às 19 horas de segunda a sexta. Fora deste horário e deste dias, quem tiver sintomas de Covid deverá procurar a UPA 24 horas ou o Hospital Padre Jeremias, que é administrado pelo Estado.

O segundo ambulatório será aberto na próxima quarta e estará localizado na Unidade Básica de Saúde (UBS) Décio Martins Costa. Ele também vai funcionar das 7 horas às 19 horas de segunda a sexta. Segundo Vanderlei, os ambulatórios não farão internação. Na semana passada ele havia explicado à reportagem que no caso de paciente precisar de internação será buscada uma vaga em um hospital através do sistema de gerenciamento de internações do Estado.

Publicidade

Vanderlei destacou que os equipamentos usados no Hospital de Campanha, assim como profissionais, estão sendo distribuídos na rede de saúde. “Tem que pessoas que estão dizendo que fechamos o hospital. Não fechamos. Nós desativamos e estamos levando um pouquinho do nosso hospital para toda a cidade. Essa sala [no ambulatório Odil] só foi possível de ser montada por causa dos equipamentos do Hospital de Campanha assim como os equipamentos serão distribuídos no Décio, na nossa UPA e alguma coisa irá para o Jeremias [Hospital Padre Jeremias]. O HC está deixando um legado e além das questões materiais também estamos aproveitando os nosso anjos e guerreiras [profissionais de saúde] que serão distribuídos … para as demais unidades”, disse.

O ex-diretor médico do HC, Cristian Quadros Chaves, já estava no ambulatório nesta manhã e destacou que a nova estrutura é um recomeço: “É um recomeço para todo mundo, é um pedacinho do Hospital de Campanha em cada unidade dessas. É um orgulho para nós”, salientou. Já o prefeito Miki Breier frisou que foi realizada uma reformulação mantendo o atendimento para quem tiver sintomas.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.