Almansa vence eleição do PT e garante oposição unida - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Almansa projeta que PT pode eleger até três vereadores - Fotos: Divulgação

Almansa vence eleição do PT e garante oposição unida

Além da reeleição, chapa de Almansa garantiu a maioria no diretório municipal do partido

Cachoeirinha – O projeto de união da oposição para as eleições do ano que vem está salvo na visão de petistas que apoiaram a reeleição de David Almansa para conduzir o partido pelos próximos quatro anos. A vitória foi apertada, mas garantiu a vitória e também a maioria no diretório municipal com 12 membros de um total de 22.

Almansa obteve 265 votos contra 213 de João Evangel que representava o grupo apontado como responsável pelo racha da oposição na última eleição. Com a divisão, Almansa deixou de se eleger vereador apesar dos 1,2 mil votos, bem acima na comparação com candidatos eleitos pelos partidos da aliança que venceu as eleições.

João Evangel disputou eleição com Almansa

“O PT foi o grande vitorioso por ter mobilizado quase 500 pessoas em um domingo. A nossa chapa defendia a unidade do campo da esquerda”, destaca. Almansa argumenta que o PT de Cachoeirinha está disposto a flexibilizar um posicionamento histórico de ter candidatura própria ou ser o cabeça de chapa em uma coligação.

“No ano que vem o PT completa 40 anos de história. Não vamos perder o protagonismo porque entendemos que o partido é o que mais tem condições de construir uma frente”, pontua. O presidente reeleito revela que circula uma pesquisa no meio político que mostra o PT com a maior intenção de votos em Cachoeirinha.

A partir de agora, Almansa ressalta que a meta é intensificar a formação de uma aliança entre da esquerda sem fechar as portas para outros partidos que tenham propostas em comum para Cachoeirinha.

O presidente do PT acredita que o partido poderá ter até três cadeiras no Legislativo. “Uma vaga nós já temos e isso já é meio que um consenso entre todos os partidos. Estamos chegando na segunda vaga e com o trabalho de formação de uma nominata forte e qualificada acreditamos que podemos eleger três vereadores. Não é algo impossível”.

Ele lembra que na última eleição, o partido acabou tendo apenas oito candidatos a vereador e mesmo assim o partido obteve uma votação expressiva. No ano que vem, com uma nominata completa, o número de votos deverá ser bem maior capaz de garantir duas cadeiras pelo menos arriscando uma terceira.

Compartilhe essa notícia