Agentes de saúde recebem treinamento para combate à dengue – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Foto: Lucas Grassi/PMG

Agentes de saúde recebem treinamento para combate à dengue

Entre as ações realizadas pela Secretaria Municipal da Saúde, estão o monitoramento de pontos estratégicos, atendimento às denúncias e ações de educação junto à comunidade; até o momento, Gravataí tem 17 casos confirmados da doença

Gravataí –  Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promoveu na quarta-feira (21), na Câmara Municipal de Vereadores, uma formação sobre prevenção e combate à dengue para agentes de combate às endemias (ACE) e agentes comunitários de saúde (ACS). Até o momento, Gravataí notificou 170 casos da doença, dos quais 120 estão em investigação e 17 foram confirmados. Diariamente, as equipes de saúde seguem com ações por toda a cidade, como o monitoramento de pontos estratégicos, os atendimentos às denúncias e orientações junto à comunidade.

“Trabalhamos todos os dias para que os números não saiam do controle em Gravataí. É muito importante que as pessoas façam a sua parte, não deixando água parada e evitando o acúmulo de lixo, bem como seguindo todas as recomendações preventivas”, destacou o secretário municipal da Saúde, Régis Fonseca.

Atualmente, Gravataí conta com 122 ACS e 62 ACE, que intensificam, de forma permanente, os cuidados e as orientações para a população sobre sinais e sintomas de dengue. “Os agentes têm um papel fundamental na identificação das necessidades da população nos seus territórios e nas orientações de estímulos de cuidados e busca por assistência médica quando necessário”, ressaltou a enfermeira Elaine Salini, que atua na Vigilância em Saúde (Viemsa) do município.

A profissional também abordou sobre o tratamento a usuários com dengue, com o devido suporte e manejo dos sintomas. “É sempre muito importante que as pessoas não façam a automedicação, pois alguns medicamentos não são indicados para pacientes com dengue”, completou, lembrando ainda o fluxo de atendimento no município para casos suspeitos de dengue. 

Conforme o biólogo Robinson Martins, uma fêmea adulta de Aedes aegypti pode colocar, em média, até mil ovos durante sua vida. O ciclo de vida do mosquito tem duração de 7 a 10 dias – ou seja, se a verificação e eliminação dos criadouros for realizada ao menos uma vez por semana, durante 10 minutos, pode-se interromper o ciclo e evitar o nascimento de novos mosquitos. 

Publicidade
Publicidade

Outro tópico abordado durante a formação foi a importância dos registros relativos à dengue nas visitas domiciliares realizadas por agentes comunitários de saúde. Todas as 30 unidades de saúde de Gravataí são referência para o atendimento do indivíduo com sintomas sugestivos de dengue.

Como eliminar focos do mosquito transmissor da dengue:

– Mantenha a caixa d’água bem fechada;
– Evite água parada, em qualquer época do ano;
– Preencha os pratos de vasos de plantas com areia até a borda ou lave-os uma vez por semana; 
– Mantenha piscinas limpas e com água tratada;
– Guarde pneus em locais cobertos;
– Mantenha a lixeira bem fechada e descarte o lixo corretamente;
– Remova folhas e objetos das calhas;
– Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
– Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais uma vez por semana.

Sintomas da doença (caso apresente alguns destes sintomas, procure uma unidade de saúde mais próxima):

– Dor de cabeça;
– Febre alta, acima de 38ºC;
– Dores musculares e nas articulações;
– Manchas vermelhas na pele;
– Dor atrás dos olhos;
– Náuseas e dores abdominais;
– Em casos mais graves, pode haver hemorragia e perda de líquido.

Publicidade
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.