Ação contra violência doméstica é realizada em Gravataí – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
A ação ocorreu no Parcão de Gravataí - Foto: Foto: Tiago Cechinel/PMG

Ação contra violência doméstica é realizada em Gravataí

A ação ocorreu na última sexta-feira (24), espaço deu início às atividades da campanha “16 Dias de Ativismo Pela Conscientização Pelo Fim da Violência Contra a Mulher

Gravataí – No Brasil, 30% das mulheres já sofreram algum tipo de violência doméstica ou familiar provocada por um homem. O dado faz parte da 10ª edição da pesquisa Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e mostra a importância de ações que lutem contra esse tipo de crime.

Publicidade
Publicidade

Por isso, a Prefeitura de Gravataí, por meio da Casa Lilás, em parceria com a Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Gravataí, a Patrulha Maria da Penha da Brigada Militar (BM), a Vara Criminal de Gravataí e o Ministério Público, promoveu, na tarde da última sexta-feira (24) uma ação pelo fim da violência contra as mulheres. 

Publicidade

A atividade, que ocorreu no Parcão, faz parte da campanha “16 Dias de Ativismo Pela Conscientização Pelo Fim da Violência Contra a Mulher”, que conta com ações internacionalmente. Até outubro, a Casa Lilás, que acolhe vítimas de violência doméstica, já promoveu 2.907 atendimentos. O espaço presta serviços de orientação e atendimento jurídico e psicológico às mulheres vítimas de violência doméstica. A participação na campanha “16 dias de ativismo” tem como objetivo promover o debate e a conscientização sobre o tema.

De acordo com a coordenadora da Casa Lilás Analu Sônego, os números mostram a necessidade de, cada vez mais, falar sobre a violência contra a mulher e conscientizar, também, os homens. “Estar na rua, falando sobre violência contra a mulher, é um dever nosso. Os atendimentos sobem ano após ano, precisamos dar mais e mais visibilidade ao tema. Por isso, temos parcerias com a Polícia Civil, a Brigada Militar, a Promotoria e o Ministério Público, para trabalhar em conjunto e diminuir estes dados”, avalia.

Publicidade

Segundo a Delegada Fernanda Generali, titular da Deam/Gravataí, o objetivo da parada é esclarecer para a população do município o funcionamento da Rede lilás, para que as mulheres tenham informações de como solicitar ajuda e quais são os procedimentos a serem adotados.

Estavam presentes na ação a chefe de cartório e inspetora Simone Pereira, o tenente coronel Bueno, do 17º Batalhão, a promotora Simone Annes Keunecke, a juíza Samyra Bernardi, os soldados Lermen e a Bohn da Patrulha Maria da Penha. A Casa Lilás fica na Rua Heitor de Jesus, 232, no Centro e o telefone para contato é o 0800.510.2468.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.